1ª Edição

O projeto DF IMPROVISA DANÇA surgiu dentro do contexto em que a improvisação na dança necessita de veículos de reconhecimento e difusão como área de conhecimento, produção, formação e capacitação. A porta de entrada para este universo é o CONTATO IMPROVISAÇÃO, mas propõe-se também utilizar outras modalidades de improvisação e educação somática, que se desenvolveram no mesmo contexto histórico e contribuem no delineamento de uma formação artística também voltada ao questionamento e transformação social.

A primeira edição foi realizada pelo Movimento Descalço no ano de 2012 e foi inteiramente patrocinada pelo FAC (Fundo de Apoio à Cultura) da Secretaria de Cultura do Distrito Federal. Todas as atividades deste projeto foram gratuitas e realizadas em espaços públicos da cidade de Brasília.

Estiveram presentes os artistas Andrew Harwood (Canadá), Nita Little (EUA), Ray Chung (EUA), Guto Macedo e Soraya Jorge (Rio de Janeiro), referências na área da improvisação na dança. Foram oferecidas aulas regulares de Contato Improvisação e educação somática, sessões abertas de improvisação, aulas abertas com artistas locais, oficinas intensivas com professores internacionais, cursos e palestras. O projeto contou com mais de 500 participações e representou uma contribuição significativa para o contexto artístico local.

O Movimento Descalço surgiu em 2007, sob a concepção e coordenação de Daniela Braga, com a intenção de estabelecer uma comunidade de intercâmbio artístico em Brasília com base no Contato Improvisação, mas incluindo também outras linguagens de improvisação. É um espaço aberto à improvisação como exercício de presença, consciência e comunicação, em que a expressividade e o diálogo corporal são vistos como possibilidades para que todos percebam sua natureza criativa e contribuam na investigação da Arte como instrumento de transformação individual e coletiva.

Equipe de Produção:

  • Daniela Braga 
  • Viviana Rocha
  • Aloísio César
Português PT Español ES